quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

O pedido e o noivado!

Começarei o ano contando como e quando eu e Samuel ficamos noivos. Nós nos conhecemos no Rio de Janeiro em 2008, quando eu fazia mestrado e ele especialização no Instituto Nacional de Câncer. Em 2009, viemos para Brasília e começamos uma vida juntos. No dia 11 de abril do ano passado fizemos 3 anos de namoro, mas não saímos para comemorar, pois dia 11 era uma segunda-feira e eu estava numa palestra do trabalho à noite. Combinamos a comemoração para a próxima sexta-feira, dia 15 de abril. Foi quando tudo aconteceu. Ele pediu que eu me arrumasse bem bonita, pois iríamos jantar num lugar que seria surpresa pra mim. Mas a surpresa estava somente começando... Antes de sair de casa, Samuel enrolou, enrolou, fingiu que ia ao banheiro e eu lá, pronta, esperando. Nem percebi nada e eu fiquei no quarto mexendo na internet (meu vício!) enquanto ele terminava de se arrumar. Até que ele me pediu para ir até a sala e esperar lá, pois queria pegar no quarto um presente pra gente. Passaram mil coisas na minha cabeça, que presente poderia ser, e eu, ingênua, achando que era um vale-jantar num restaurante chique... hahaha mas em momento algum pensei que pudesse ser O pedido... Eu já estava na porta para sair de casa quando ele veio do quarto cheio de declarações de amor e com as mãos para trás. Nem quis acreditar, mas quando ele colocou as mãos para frente e nelas havia uma caixinha linda, pequena, preta e com um laço escrito H. Stern, aí caiu a minha ficha. Ele, com todas as palavras que uma mulher sonha, me pediu em casamento. Eu desabei a chorar. Chorei tanto que esqueci de abrir a caixinha! Depois sentei-me no sofá, ainda meio trêmula, e a abri. Lá estava um anel simplesmente maravilhoso! Um anel solitário de ouro diferenciado (que a H. Stern chama de ouro nobre), com brilhante na cor champanhe. Discreto, lindo e muito elegante! Caramba, eu tinha um anel de noivado!!! Poxa, eu não conheço muitas noivas que usam anel de noivado antes das alianças. E lá estava eu, de anel de noivado no dedo! Fomos para o jantar, no Coco Bambu, Lago Sul. Lugar bonito, ambiente agradável, comida muito gostosa, mas o mais gostoso era poder olhar para minha mão e ver o anel, ainda largo no dedo, brilhando como o sorriso no rosto da gente (principalmente no meu!). A sensação foi indescritível e a partir desse dia eu me tornava a noiva mais feliz do mundo!!



A caixinha!!!



O anel!!!!


E o nosso jantar...



Essas fotos aí embaixo são do nosso almoço de noivado oficial, que aconteceu na Semana Santa, quando juntamos as famílias. Foi o primeiro encontro entre eles e foi muito divertido!




Meu pai conversando com o Samuel depois do pedido de casamento. A foto tá engraçada! rs

Sobrou até pra mim! Tive que pedir a "mão" do Samuel em casamento também.. rs Na foto, minha sogra aprovando o casamento, mas só se eu desse uma netinha pra ela! rs




Família toda reunida.




O brinde aos noivos! Da esquerda para a direita: Zeca (tio do Samuel), Magda (tia do Samuel), Otacílio (avô do Sam), Aninha (prima do Sam), Nailde (mãe do noivo), eu, Samuel, meu pai Vasco, minha avó Ana, minha irmã Lara, minha mãe Neli e meu irmão Felipe.

1 comentários:

Priscilla Santos disse...

Ai... que lindo!!!!
Amei!!!
Bjinhos,
Pri.

Postar um comentário